O que é o Câncer?         

 

Apesar de ser muito comentado atualmente, devido a sua grande incidência na população, o câncer é uma doença antiga. Ele foi detectado em múmias egípcias, há mais de 3 mil anos antes de Cristo.

 

Naturalmente, nossas células crescem, se multiplicam e morrem de forma ordenada, respondendo as necessidades específicas do corpo. Quando essas células crescem incontrolavelmente, se multiplicando descontroladas, acabam por invadir tecidos e órgãos, caracterizando o câncer – neoplasia maligna.

Como surge o câncer?

 

 

Para saber como surge o câncer precisamos entender as nossas células.

Elas são compostas por:

 

  • membrana celular – película que envolve a célula
  • citoplasma – parte entre a membrana celular e o núcleo, onde se encontram as organelas
  • núcleo –onde se encontra os cromossomos, com o material genético (DNA – ácido desoxirribonucleico).

 

O centro de comando das atividades celulares, portanto, está no núcleo. Pois é nele que se encontra o DNA, com o código das informações genéticas.

 

Como estamos expostos a diversos agentes externos, nosso DNA pode sofrer alterações, as mutações genéticas. Dessa forma, as células mutadas passam a receber informações diferentes de suas atividades naturais.

 

Se essas mutações ocorrerem nos genes denominados protooncogenes, eles serão ativados e se transformarão em oncogenes, que são os responsáveis por malignizar a célula normal, tornando-a cancerosa.

 

O que é carcinogênese?

 

A carcinogênese ou oncogênese é o processo de formação do câncer.

 

Ela é determinada pela nossa exposição a agentes cancerígenos ou carcinógenos, que fazem com que nossas células sofram uma mutação espontânea, alterando o DNA dos genes (estágio de iniciação).

 

Nesse momento, ainda não é possível detectar a presença do tumor, pois essa alteração ocorre em nível intra-celular.

A partir desse momento a célula está geneticamente alterada e começa a sofrer o efeito dos agentes cancerígenos, os oncopromotores, que lentamente transformam a célula, numa célula maligna (estágio de promoção).

 

Para que ela se torne malígna, é necessária sua exposição ao agente cancerígeno promotor por longos períodos, pois ele tem efeito cumulativo.  Uma vez que se iniba essa exposição e se suspenda o contato do agente promotor com a célula, o processo de malignização é interrompido nesse estágio.

Em seguida, a célula começa seu processo de multiplicação descontrolada. Esta etapa é irreversível e progride até a manifestação clínica da doença (estágio de progressão).

Captura de Tela 2017-09-11 às 07.51.03.png

 

Quais são os agentes cancerígenos?

 

Os agentes cancerígenos são substâncias que induzem a formação de tumores, sendo responsáveis pelo início, promoção, progressão e inibição do tumor.

 

Em 2014, os ministérios do Trabalho e Emprego, Previdência Social e Saúde, divulgaram a Lista Nacional de Agentes Cancerígenos para Humanos. Nela os agentes foram divididos em três grupos:

 

Grupo 1 – agentes confirmados como carcinogênicos para humanos

Grupo 2A – agentes provavelmente carcinogênicos para humanos

Grupo 2B – agentes possivelmente carcinogênicos para humanos

Veja lista completa, clique na imagem abaixo: