Captura de Tela 2017-09-16 às 10.35.14.png

Metástases

 

Um dos motivos do câncer ser considerado uma doença grave é pela capacidade das células cancerosas se espalharem pelo corpo.

 

Essas células podem se espalhar localmente, invadindo tecidos saudáveis próximos, podem se disseminar regionalmente para linfondos, órgãos e tecidos próximos do tumor, e também para regiões mais distantes. Quando há essa disseminação de células cancerosas para outras regiões do corpo, é denominada metástase à distância. 

 

Para se afirmar que é uma metástase e não um tumor primário, são realizadas análises microscópicas, nas quais pode se identificar que as células metastáticas têm as mesmas características, expressão de proteínas ou alterações cromossômicas que o tumor primário e não as características das células do local onde ela foi encontrada.  Por exemplo, um  câncer de ovário que se espalha para o pulmão é chamado de câncer de ovário metastático, não de câncer de pulmão. Será tratado como câncer de ovário em estágio avançado.

 

Como ocorre a metástase?

 

As células cancerosas se espalham pelo corpo através de algumas etapas:

 

1. Crescimento ou invasão de um tecido normal próximo do tumor

2. Infiltração nos vasos sanguíneos e linfáticos

3. Transporte através dos vasos sanguíneos e linfáticos para outras partes do corpo

4. Alcance de capilares sanguíneos e invasão de suas paredes para que ocorra a migração para o tecido circundante 

5. Crescimento e multiplicação para formar um novo tumor

6. Estimulação da formação de novos vasos sanguíneos ao seu redor, obtendo nutrientes para continuar o processo de crescimento.

 

Neste processo, apenas as células que permanecerem em condições favoráveis conseguem sobreviver e formar novos tumores. Elas também podem ficar inativas por longos períodos até começarem a se desenvolver novamente e formar o tumor.

 

Entretanto, nem todos os cânceres passam por todas essas etapas para formação de metástases, pois alguns deles já estão presentes no sistema linfático ou sanguíneo.

 

Quais os locais mais comuns de ocorrerem as metástases?

 

O câncer pode se espalhar para qualquer parte do corpo, mas existem locais onde são mais comuns de ocorrerem, como osso, fígado e pulmão.

Abaixo encontramos para os tumores mais prevalentes, os locais mais comuns de metástases, excluindo os linfonodos.

 

 

 

 

 

Quais os sintomas do câncer metastático? 

 

Nem sempre o câncer metástatico apresenta sintomas, mas quando eles existem dependem do local e do tamanho do tumor. 

 

Os locais mais comuns de ocorrerem as metástases são os ossos, o fígado, o pulmão e o cérebro.  Então, quando a metástase se localiza no osso, é possível apresentar dor e fratura. No fígado, icterícia e/ou inchaço abdominal. Já no pulmão, é comum a sensação de falta de ar. E no cérebro pode se identificar a presença de dor de cabeça, convulsão e tontura.

 

 

Qual o tratamento para o câncer metastático?

 

O tratamento do câncer metastático depende do tipo de tumor primário, de onde se localizam as metástases, dos tratamentos realizados anteriormente e da saúde geral do paciente. 

 

O objetivo desse tratamento nem sempre é a cura, mas controlar o crescimento do tumor na tentativa de pará-lo ou inibi-lo, aliviando assim os sintomas causados por ele.

 

Em algumas situações, não será possivel controlar o câncer metastático, então o paciente e seus familiares podem discutir mais enfaticamente sobre cuidados paliativos. Já no inicio da doença o paciente deve discutir e receber cuidados paliativos a fim de controlar os sintomas do câncer, bem como os efeitos colaterais de todo o tratamento.

 

É importante ressaltar que pesquisas continuam sendo realizadas para o combate e controle da doença, de forma a ajudar o sistema imunológico a combater o câncer e interferir nas etapas do processo de formação tumoral.